Pequenas Palavras

Desde a barriga.

– Eu sou melhor amiga da Tati, da Jaque e da Elisa. Do resto eu sou só amiga. [Pausa, pensa e explica] É porque eu não conheço vocês desde a barriga.

Pequenas Palavras

Querer

– Pôfe, tu não vai ler de novo o livo?

– Mas eu acabei de ler, por que eu iria ler de novo?

– Porque a gente queriu.

Pequenas Palavras

O Lago dos Cisnes

Fui dar aula com uma camiseta nova com a estampa do ballet Lago dos Cisnes. Na estampa, a bailarina principal e os outros bailarinos atrás.

Ela, com 3 anos me olha:

– Profe! Tu tá com um cisne de ballet!!

Eu muito surpresa fui ver se tinha algum cisne na estampa, para ela ter feito esta colocação tão certeira, mas não tinha.

– Nossa! Tu acertou! Como tu sabe?!

– É porque eu sou muito esperta!

E é mesmo.

Pequenas Palavras

Tomate

Nós dançando e ouvindo uma música que falava de frutas e legumes:

– Tomate é uma fruta!

Ela de 7 anos interrompe:

– Não é não. É um fruto.

Fiquei impressionada.

Pequenas Palavras

Partes do corpo

– E onde pode fazer massagem com a bolinha?

– Na cabeça, no dovido, na mão, na baíga e no tutuvelo.

Pequenas Palavras

Na janta de ontem

– Ô pôfe, ontem eu comi pítia.

– Comeu o que?

– Pítia.

– Pizza?

– Sim!

Sobre Todo Resto

Cor da pele

Numa conversa despretensiosa com elas, de 4 a 5 anos, coloco todas em uma rodinha e pergunto:

– Qual a cor da pele de vocês?

Elas olham pra palma da mão… Olham para o dorso da mão… Observam o braço e começam a responder uma por uma.

– Minha pele é rosa.

– A minha é branca.

– A minha pele é cinza.

– A minha é amarela.

– A minha é rosa também.

Chega a vez dela, cabelo de cachinhos, olhinhos brilhantes e uma colega interrompe:

– A dela é marrom!

Ela fecha a cara diz:

– Não sou marrom não! Sou marronzinha… – Pensa –  Marrom com branquinha… – Reflete um pouco e diz – É que a pele do meu pai é marrom e a da minha mãe é branquinha. Eu sou marronzinha.


Como não AMAR?!

Pequenas Palavras

Nomes das mamães

Pergunto para elas o nome de cada mamãe, após a última responder ela me pergunta:

– E a tua mamãe profe? Qual o nome dela?

– Hmmmm… Vamos ver quem adivinha! Minha mãe tem nome de uma cor…

Uma delas, muito esperta e muito segura da resposta grita:

– Laranja!

E aí todas começam a dar seus palpites:

– Vermelho!

– Azul!

Até que finalmente:

– Rosa!

Pequenas Palavras

Peluda

Ela, 3 anos, deitada no trocador, tendo as fraldas trocadas:

– Profe! To peluda!

– Peluda???

– É, sem roupa… Peluda.

Pequenas Palavras

Passou longe!

A coreografia acabou e dessa vez eles tinham ido realmente melhor. Eu ia elogiar, mas não tive tempo. Foi acabar a música que ela me diz:

– Fomos muito bem né?

– É… Foram bem… Mas pra ser ótimo… – Ela me interrompe.

– Passou looooooonge!